sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Alice Candéia...





Não a amo só por conta do amor

Nem por sua torcida incondicional

Não é apenas pela mão sempre estendida e a gargalhada solta

Nem pela fé e fortaleza que ela me ensina a ter a cada novo dia

É, também, porque, em seu olhar, eu vejo o reflexo do meu pai.



Obrigada pelo tudo, minha tia...