segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Tia Tonha...

Costumamos procurar heróis nos mais diversos setores da vida: na História (de preferência em algum campo de batalha), nas Artes, no Esporte, na Política, na Religião, na Economia etc. Eu, porém, digo-vos: há uma heroína bem juntinho a mim.
Ao lado do inefável amor que sinto por minha mãe, orgulho-me muito das tias que Deus me deu, todas com lugar cativo em meu coração! Mas, especialmente hoje, rendo minhas homenagens à mulher mais guerreira que conheço: Tia Tonha.
É ela quem me dá o “Deus te abençoe” mais pausado e intenso, talvez sem perceber como fecho fortemente os olhos agradecendo a oração daquele momento. E, do alto de seus mais de 80 anos, quase todos dedicados com exclusividade à família, encontra vigor diário para enfrentar o doloroso processo de hemodiálise.
É a mãe, a vó, a bisa, a tia. Sabe, como ninguém, amar e congregar os seus...
Dia desses, disse-me: “Lilice, às vezes eu paro e vejo você na minha frente, com seus dentinhos pequenininhos, dizendo 'mas, tia'...”. É que estamos separadas pela geografia, que ainda não foi capaz de unir, em um mesmo espaço físico, Ceará – Rio Grande do Norte – Paraíba.
Dos meus contínuos motivos de agradecimento a Deus, está a vida e a saúde da senhora, Tia Tonha. 
Sua benção, minha heroína...